domingo, 16 de junho de 2013

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - DRE - DE FORMA SIMPLES


A demonstração do resultado do exercício (DRE) é uma demonstração contábil ou um relatório contábil que apresenta as receitas, custos, despesas, perdas e ganhos obtidos e suportados pela entidade, assim como as participações no seu resultado, evidenciando o lucro líquido apurado em um determinado período.

A demonstração do resultado, observado o princípio de competência, evidenciará a formação dos vários níveis de resultados.

As sociedades acionárias necessitam informar de forma resumida nesse demonstrativo tudo que seja referente a custos, despesas e receitas apuradas em um regime de competência que normalmente é composto por 12 meses.


O objetivo da DRE é fornecer aos usuários das demonstrações financeiras da empresa os dados básicos e essenciais da formação do resultado do exercício (lucro ou prejuízo).


As vendas canceladas correspondem à anulação de valores registrados como receitas brutas de vendas e serviços.

Os abatimentos e descontos sobre vendas e serviços são aqueles concedidos incondicionalmente.

Os impostos, assim considerados para efeito de deduções das vendas e serviços, são os que guardam proporcionalidade com o preço das vendas ou dos serviços prestados.

CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS

Conforme Iudícibus et al. (p. 520-1), "a apuração do custo dos produtos vendidos está diretamente relacionada aos estoques da empresa, pois representa a baixa efetuada nas contas de estoques por vendas realizadas no período."

Para as empresas comerciais, explicam que "a fórmula é simples, pois as entradas são representadas pelas compras de mercadorias destinadas à venda". Já para as empresas industriais "as entradas representam toda produção completa no período, sendo que, para tais empresas, é necessário um sistema de contabilidade de custos, cuja complexidade vai depender daquela do sistema de produção e das necessidades internas para fins gerenciais".

São apropriados como custos aqueles que se relacionam diretamente e são indispensáveis para a obtenção da receita oriunda dos serviços prestados.

As despesas operacionais são todos os gastos desembolsados ou previstos, que se relacionam diretamente com o objeto social de uma empresa.

Imaginemos uma empresa comercial que venda móveis. Os salários e encargos do pessoal da administração, do setor de vendas ou dos outros setores são diretamente relacionados com o objetivo do negócio, por isso são operacionais.

Resumindo, são considerados custos e despesas operacionais todos os gastos realizados com o objetivo final de gerar receitas e diretamente relacionados com a natureza específica dos negócios de uma companhia.

Analogamente, as despesas não operacionais são aquelas não relacionadas diretamente com a natureza específica dos negócios de uma companhia, tais como, baixa de bens do ativo permanente e perdas com sinistros.

As despesas operacionais são todos os gastos desembolsados ou previstos, que se relacionam diretamente com o objeto social de uma empresa.
Imaginemos uma empresa comercial que venda móveis. Os salários e encargos do pessoal da administração, do setor de vendas ou dos outros setores são diretamente relacionados com o objetivo do negócio, por isso são operacionais.
Resumindo, são considerados custos e despesas operacionais todos os gastos realizados com o objetivo final de gerar receitas e diretamente relacionados com a natureza específica dos negócios de uma companhia.
Analogamente, as despesas não operacionais são aquelas não relacionadas diretamente com a natureza específica dos negócios de uma companhia, tais como, baixa de bens do ativo permanente e perdas com sinistros e etc.

As receitas operacionais, que são todas aquelas realizadas e que estão diretamente relacionadas com a natureza do negócio de uma companhia.
Por exemplo, se o negócio de uma empresa é vender mercadorias, o título d receita de vendas já indica sua atividade. Ou, se nos referimos a uma companhia que presta serviços, o título receita de serviços já indica o fato.

Inversamente às receitas operacionais, as não operacionais são aquelas que não se relacionam diretamente com a natureza do negócio de uma companhia, tais como, receita de dividendos e indenizações de seguros.


Receita operacional bruta
100
Produto da venda de mercadorias, produtos e serviços. Valor total cobrado dos clientes, inclusive impostos.
Deduções das vendas
(30)
Imposto sobre vendas (IPI, ICMS e ISS), contribuições (PIS e COFINS), devoluções, abatimentos e descontos comerciais.
ROL
70
Receita operacional líquida.
Custo das vendas e serviços prestados
(40)
Materiais, mão-de-obra e custos gerais de fabricação gastos no processo de aquisição ou produtos dos bens e serviços vendidos.
Lucro bruto
30
Despesas operacionais
Gastos incorridos no processo de geração de receitas.
Com vendas
(3)
Comissões, fretes, propaganda, material de embalagem, pessoal e despesas gerais do departamento de vendas, devedores incobráveis, garantias etc.
Administrativas
(7)
Pessoal administrativo, comunicações, processamento de dados, despesas gerais da administração etc.
Financeiras
(4)
Juros, variações monetárias e cambiais sobre empréstimos e financiamentos, líquidos de receitas financeiras.
Equivalência patrimonial
2
Receitas (despesas) decorrentes da avaliação de investimentos relevantes em coligadas ou controladas pelo método da equivalência patrimonial.
RO
18
Resultado operacional.
Receitas e despesas não operacionais
(3)
Resultado na venda de bens patrimoniais, indenização de seguros, resultados eventuais etc.
RADEI
15
Resultado antes dos efeitos inflacionários.
CMB
(5)
Contrapartida da atualização monetária das contas do ativo permanente e do patrimônio líquido. Caso PL>AP = saldo devedor; PL<AP = saldo credor.
LAIR
10
Lucro antes do imposto de renda.
Imposto de renda
Corrente
(4)
Imposto de renda que será pago no exercício.
Diferido
1
Imposto de renda incidente sobre diferenças temporárias que serão revertidas no futuro.
LAPE
7
Lucro antes das participações estatutárias – PE.
PE
(2)
Participações estatutárias. Gratificações de diretores e funcionários previstas no estatuto.
LLE
5
Lucro líquido do exercício.
Lucro líquido por ação
0,02
LLE. Quantidade de ações do capital social.





O artigo 189 da Lei 6.404-76 estabelece que do resultado do exercício serão deduzidos, antes de qualquer participação, os prejuízos acumulados e a provisão para o Imposto de Renda.

O artigo 190 da Lei 6.404-76 dispõe que as participações estatutárias de empregados, administradores e partes beneficiárias serão determinadas, sucessivamente e nessa ordem, com base nos lucros que remanescerem depois de deduzida a participação anteriormente calculada.

As debêntures não são mencionadas, mas, pela sequencia do artigo 187, conclui-se que elas seriam incluídas antes da participação dos empregados.



Normas Brasileiras de Contabilidade
Resolução CFC 686/1990 NBC T.3.3 – Da Demonstração do Resultado.